sexta-feira, 18 de junho de 2010

quarta-feira, 16 de junho de 2010

Fobofobias


Um homem e uma mulher apaixonam-se à primeira vista. Até aqui, tudo normal. Nos primeiros dias de uma promissora relação, em que tudo ainda é apenas descoberta e novidade, o homem decide confessar-lhe que sofre de sarmassofobia (1). Ela, por seu lado, confessa-lhe que sofre de partenofobia (2). No entanto, continua a querer casar com ele, porque assim resolveria de vez a sua anuptafobia (3). Ele lamenta desapontá-la, mas infelizmente não pode casar com ela, porque, ao mesmo tempo, sofre de gamofobia (4) e de socerafobia (5). E, muito provavelmente, a sua sarmassofobia (1) deriva da filematofobia (6). Se não fosse isso, casaria com ela de bom grado, apesar de sofrer também de caligenofobia (7). Mas isso, no caso dela, não teria importância nenhuma.

1- Sarmassofobia (fobia de fazer amor)
2- Partenofobia (de virgens)
3- Anuptafobia (de ficar solteira)
4- Gamofobia (de casamento)
5- Socerafobia (de Sogros)
6- Filemotofobia (de beijar)
7- Caligenofobia (de mulheres bonitas)
8- Fobofobia (de fobias)

Jaime Bulhosa

terça-feira, 15 de junho de 2010

Prémio Literário Manuel António Pina


A Câmara Municipal da Guarda tem abertas as candidaturas para a primeira edição do Prémio Literário Manuel António Pina.
Este prémio, instituído pela autarquia guardense, tem por objectivo homenagear o referido escritor e poeta, nascido no Sabugal.
De acordo com a regulamentação deste concurso, o galardão a que foi atribuído o nome de Manuel António Pina, será entregue anualmente, distinguindo, em anos pares, poesia e, em anos ímpares, literatura infanto-juvenil.
Na primeira edição deste prémio serão considerados os trabalhos inéditos de poesia, de autores portugueses, que cumpram os procedimentos previstos no respectivo regulamento, o qual pode ser consultado em www.mun-guarda.pt. As candidaturas devem ser efectuadas até ao dia 30 de Julho.

domingo, 13 de junho de 2010

Eugénio de Andrade


Foi numa manhã de Junho, faz hoje cinco anos, que o poeta Eugénio de Andrade abandonou a vida, que não se cansou de exaltar. Numa espécie de ímpeto visionário o próprio escreveu num poema:"Pela manhã de Junho é que eu iria/ pela última vez."

sexta-feira, 11 de junho de 2010

Camilo e Ana Plácido passearam por Seide


› Quem cruzasse ontem as ruas de Seide, no concelho de Vila Nova de Famalicão, veria um cortejo de cerca de 300 pessoas, trajadas à século XIX, encabeçado por duas figuras que evocavam o escritor Camilo Castelo Branco e sua amada Ana Plácido.

As festas concelhias foram o pretexto para recriar a caminhada tantas vezes feita por Camilo, entre a estação de caminhos de ferro de Famalicão e a sua casa em São Miguel de Seide. O trajecto foi animado por vários momentos teatrais e cantares ao desafio, que recordaram diversas obras camilianas, com destaque para a peça O Exorcismo, retirada do livro O Lobisomem. A acompanhar o escritor estiveram várias personagens retiradas da sua vasta obra literária: Marta de Prazins, Maria Moisés,Mariana e João da Eira, o cego de Sandin entre outras. O vereador da cultura da autarquia famalicence, Paulo Cunha, justificou esta iniciativa dizendo que "é necessário reviver a história e manter viva a memória de Camilo Castelo Branco, numa lição para as gerações mais novas".

in DN

sábado, 5 de junho de 2010

Dia Mundial do Ambiente

Comemorado a 5 de Junho, o Dia Mundial do Ambiente é um dos principais veículos através dos quais as Nações Unidas estimulam a consciencialização mundial do meio ambiente e reforçam a atenção política e de acção. Este foi o primeiro passo para que em todo o mundo, governos, instituições e cidadãos, passassem a ter uma maior consideração para as questões ambientais.
Sob o tema “Muitas espécies. Um Planeta. Um Futuro”, o Dia Mundial do Ambiente 2010 pretende evidenciar a importância da riqueza global de espécies e ecossistemas para a humanidade apoiando assim o Ano Internacional da Biodiversidade.
O Ruanda será o país anfitrião global do Dia Mundial do Ambiente 2010, onde irá decorrer um conjunto de eventos, de 3 a 5 de Junho, culminando na cerimónia Kwita Izina para dar nomes a bebés gorilas.
Em Portugal a data será também assinalada com algumas actividades que apelam à participação da sociedade civil e da comunidade científica.
O Dia Mundial do Ambiente é comemorado desde 1972, quando foi criado pela Assembleia Geral das Nações Unidas, para marcar o início da Conferência de Estocolmo sobre o Meio Ambiente Humano.

Sapo.pt